Pular para o conteúdo

Lipo de joelho

  • Autor: Fernando Amato ,
  • publicado em:

Lipoaspiração de joelhos

Outra gordura muito difícil de conseguir eliminar com dieta e exercícios físicos é a que se acumula acima dos joelhos, principalmente no LIPEDEMA.

Quem se sente incomodado com ela, pode optar pela lipoaspiração de joelhos – isso mesmo! 

O procedimento é uma boa opção para quem deseja retirar o excesso de gordurinha dessa região e muitas vezes está associada a retirada de gordura da face interna do joelho.

Geralmente, é realizada uma lipoaspiração, a anestesia vai depender da aceitação do paciente e a internação é rápida, tendo alta no mesmo dia se não tiver outras cirurgias combinadas.

Durante o pós-operatório, o inchaço costuma ser maior nos primeiros quinze dias. Além disso, o paciente poderá apresentar manchas vermelhas ou arroxeadas ao redor das áreas operadas. Por isso, deve seguir todas as recomendações médicas e priorizar o repouso nas primeiras semanas. Ficou com alguma dúvida sobre a lipo de joelhos? Deixe uma pergunta aqui nos comentários!

Perguntas frequentes

É possivel fazer lipoaspiração peto dos joelhos

Sim, é possível e muito comum em quem tem lipedema.

Quais são as complicações de lipoaspiração perto dos joelhos?

Inchaço (edema) prolongado, sangramento e alteração de sensibilidade, com perda ou dor.

Como é a anestesia na lipoaspiração de joelhos?

Pode ser feito com várias opções de anestesia como anestesia local, anestesia geral, sedação e local, raqui, peridural e até mesmo bloqueio local. 

O que determina o tipo de anestesia para a lipoaspiração nos joelhos?

Principalmente o tempo cirúrgico e a extensão da lipoaspiração.

Quais são as tecnologias que podem ser associadas na lipoaspiração nos joelhos?

Pode ser utilizado o laser, laser980nm, laser 1470nm, laser 1210nm, OneStep, Radiofrequencia com o bodytite, facetite e accutite, e o mopheus facial e corporal

Quem pode realizar a lipoaspiração nos joelhos?

No Brasil a lipoaspiração é um procedimento que, segundo o CFM, é recomendado que seja pelo menos cirurgião geral, mas mesmo assim é um procedimento em que a escolha do profissional é fundamental, sendo o cirúrgião plástico o especialista mais recomendado.

 

Os tipos de cirurgia no lipedema! Renuvion? Laser? Bodytite? curroplastia Faça o questionário de autoavaliação de lipedema: https://bio.amato.io/auto Conheça o canal do Dr. Fernando Amato: https://www.youtube.com/channel/UCJ_9… Conheça a Playlist exclusiva do canal só de Cirurgia Plástica: https://youtube.com/playlist?list=PLg… Siga o Dr. Fernando no Instagram: @meu.plastico.pro Visite o Site do Dr. Fernando: www.plastico.pro Veja o vídeo indicado do CANAL no momento: https://bio.amato.io/indicado Veja esse vídeo sobre como cuidar do dreno no pós operatório: https://www.youtube.com/watch?v=mnGmQ… Veja também esse vídeo sobre Hematoma: https://www.youtube.com/watch?v=xY6sN… https://www.youtube.com/watch?v=56AaG… #institutoamato #Cirurgiaplastica #lipoaspiração #Protesedemama #abdominoplastia

Quais são os tipos de cirurgia
para tratar o Lipedema?

Quase todo mundo já sabe pela internet e
pelas mídias sociais que o tratamento

cirúrgico para o Lipedema é
a lipoaspiração, será mesmo

só a lipoaspiração? A lipoaspiração é uma
técnica antiga, minimamente invasiva para a

retirada mecânica da gordura do corpo,
retirada da gordura superficial do corpo. No

Lipedema, ela é feita com uma técnica tumescente,
ou seja, é injetado muito líquido, soro

fisiológico com adrenalina e anestésico.

Esse líquido ajuda a
soltar melhor a gordura,

ele causa uma vasoconstrição nos vasos, seja
para sangrar menos e acaba protegendo isso.

E é quase sempre utilizado algum aparelho de
auxílio, como o auxílio de vibração, como o

vibrolipo, tem o vibrofit.

A vantagem desses aparelhos é ajudar a
soltar essas fibroses, e não necessitar de uma

movimentação muito ampla com o braço na
lipoaspiração, como na lipoaspiração clássica,

o que facilita algumas posições do cirurgião
principalmente na abordagem da perna que é

mais difícil encontrar uma posição.

Existem algumas cânulas que podem podem
dar uma performance melhor que outras

tradicionais, mas pode depender da
experiência da equipe, e isso realmente é

importante. Podem ter vários pontos de acesso
na pele, na perna, que pode ser útil, são

aqueles furinhos que a gente usa para
introduzir a cânula e fazer a lipoaspiração, e

isso vai depender da localização da gordura.

Mas o tratamento cirúrgico
nem sempre é esse!

Se não te contaram, não é só lipoaspiração.

Os pacientes com Lipedema
já muito avançado,

eles possuem muito excesso de pele e podem
precisar de uma dermolipectomia que

aquela ressecção de pele, pele e gordura,
dermolipectomia, a gente resseca a pele em bloco

com o Lipedema. Nas coxas,

a gente chama de cruroplastia e no braço
de braquioplastia e ainda assim pode ser

necessário em outras regiões do corpo, como
na perna. Nessa cirurgia é possível até fazer

a ressecção de nódulos de Lipedema
que são bolas de gordura.

Muitas vezes essas bolas estão endurecidas
no seu centro com uma necrose, uma

calcificação. Em alguns casos com pouco
excesso de pele, às vezes a gente até usa o

laser, algum tipo de laser para associar o
procedimento, sendo a frequência mais

utilizada a 980.

Mas pelo caráter 980, ela destrói mais a
gordura, causa uma lipólise, a gente aspira e

ainda assim a gente consegue
ter uma certa retração de pele.

A gente acaba usando na
coxa medial e no braço.

Existe também o laser de 1210
que também pode ser utilizado,

ele não destrói a gordura ele acaba soltando
a gordura, ele é menos destrutivo, mas permite

também essa aspiração da gordura

depois de ter passado o laser. Os dois lasers
são opções para causar esse estímulo local

de colágeno, melhorando essa frouxidão da
pele, melhorando a qualidade de pele local,

diminuindo aquela flacidez de pele.

Existem outros como aparelhos como o Renuvion
que é um jato de plasma e o Bodytite que também

são alternativas para retração de pele e
causando uma bioestimulação local do

colágeno. Porém, por se tratar de uma doença
inflamatória, todas essas opções devem ser

avaliadas e utilizada com muita parcimônia,
pois o mecanismo de estímulo de colágeno

envolve um processo inflamatório local. O que
poderia ser até um risco em uma paciente

teoricamente inflamada para
desencadear uma Lipedema.

Quando usamos esses aparelhos, a gente acaba
observando como a gente tirou a gordura

doente não estimula, mas a gente tem que
estar sempre avaliando a localização e

algumas vezes, por exemplo, usar um
aparelho extremamente agressivo,

por exemplo, na perna na parte, mais distal
da perna, isso poderia até lesar os vasos

linfáticos e prejudicar o retorno linfático,
causando mais edema na perna, uma perna que

não tinha Linfedema, tinha Lipedema,
pode evoluir com Linfedema,

se ela tiver essas lesões dos vasos
linfáticos. E aí, se você gostou desse vídeo,

curta, compartilhe, comente e não deixe
de se inscrever nos nossos canais.

Obrigado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

nv-author-image

Dr. Fernando Amato

Cirurgião Plástico CRM/SP 133826