Pular para o conteúdo

Você já ouviu falar em umbigo triste?

  • Autor: Fernando Amato ,
  • publicado em:

Gravidez e perda de peso são algumas das situações que exigem maior elasticidade da pele e podem causar o acúmulo de tecido ao redor do umbigo, o chamado umbigo triste.

Alimentação saudável e prática diária de atividade física ajudam na  prevenção do umbigo triste. Mas se a situação já está instalada, o melhor é buscar alternativas estéticas para a correção.

Para a maioria dos casos, a indicação é a abdominoplastia, cirurgia plástica realizada no abdômen e indicada para os casos em que há excesso de pele e gordura nessa região. “Vejo muitas pessoas tentando fugir da abdominoplastia e buscando tratamentos que nem sempre vão resolver o umbigo triste.

Ácido polilático, microagulhamento, rádio frequência, fio de polidioxa (Fio PDO) e fio de sustentação são alguns dos tratamentos alternativos oferecidos para resolver o umbigo triste. São procedimentos que, dependendo da quantidade de pele acumulada ao redor do umbigo, vão continuar deixando-o com o mesmo aspecto. Podem melhorar a qualidade da pele, mas não vão resolver na maioria dos casos.

LEIA  Pioderma gangrenoso

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Dr. Fernando Amato

Dr. Fernando Amato

Cirurgião Plástico CRM/SP 133826