Pular para o conteúdo

Quando um paciente é diagnosticado com lipedema é necessário uma série de exames para investigar sua causa. Apesar de mu…

  • Autor: Fernando Amato ,
  • publicado em:

Quando um paciente é diagnosticado com lipedema é necessário uma série de exames para investigar sua causa. Apesar de muitas vezes ser genético, também é preciso excluir outras doenças que podem estar associadas, principalmente alterações hormonais, obesidade, e doenças vasculares.

Uma teoria, é a relação com a alimentação pró-inflamatórios. Dessa forma, alguns alimentos podem intensificar a “inflamação” que causa o lipedema, aumentando o acúmulo de gordura e piorando os sintomas. Assim, é importante identificar esses alimentos na dieta do paciente e excluí-los.

Cada indivíduo terá uma reação diferente para cada alimento e não estamos falando em alergia, mas sim em estímulo inflamatório. Começamos com alimentos que comumente estão associados a esse estímulo, como: Leite, glúten, ovo, alimentos processados. Introduzimos uma alimentação mais regular rica em fruta, verdura e legumes 🍒🥑🍍🍇🥦

Existe um teste de tolerância alimentar que pode ser útil para identificar esses alimentos, mas ele é extremamente sensível e pouco específico, ou seja, pode identificar alimentos que não possuem essa causa e efeito. Por isso a exclusão deve ser avaliada individualmente. E pode ser complementada por um nutricionista especializado. Além disso, a atividade física e a manutenção do peso podem garantir aos pacientes com lipedema uma evolução com boa qualidade de vida. 😉

#cirurgiaplastica #cirurgiãoplastico #saude #lipedema #xôlipedema #dieta #autoestima #bemestar”

LEIA  Existem vários tratamentos para os diferentes tipos de câncer de pele que devem ser indicados pelo dermatologista ou cir...
Dr. Fernando Amato

Dr. Fernando Amato

Cirurgião Plástico CRM/SP 133826