Pular para o conteúdo

Técnica minimamente invasiva derrete gordura e diminui flacidez

A lipoaspiração é um dos procedimentos estéticos mais difundidos no mundo para resolver o excesso de gordura abdominal. Mas uma nova tecnologia está atraindo a atenção de médicos que buscam – cada vez mais – alcançar bons resultados sem deixar de lado a segurança, quesito fundamental quando o assunto é cirurgia plástica.

A tecnologia, chamada de Bodytite, proporciona que o procedimento seja minimamente invasivo, trabalhando lipólise assistida por radiofrequência com temperatura controlada, que é capaz de tratar flacidez de pele e gordura localizada.

Essa nova tecnologia pode ser realizada sozinha, somente com anestesia local e em regime ambulatorial, quando aplicada em pequenas áreas. É uma excelente associação na lipoaspiração, que além de contribuir derretendo a gordura, facilitando na lipoaspiração, ajuda a melhorar a flacidez, promovendo retração de pele e produção de colágeno. O procedimento reduz a circunferência das costas, abdômen, flancos, nádegas, parte interna e externa das coxas.

O Bodytite possui cinco ponteiras, sendo três delas cirúrgicas: bodytite, facetite e accutite e o uso de cada uma delas depende do tamanho da área do corpo a ser trabalhada, da espessura da pele e profundidade do subcutâneo, tratando até regiões delicadas no rosto.

As outras duas ponteiras são externas e levam o nome de Morpheus Facial e Corporal. São semelhantes a microagulhas, que, por radiofrequência, também estimulam a pele e até gordura em diferentes profundidades.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

nv-author-image

Dr. Fernando Amato

Cirurgião Plástico CRM/SP 133826