Pular para o conteúdo

A indicação cirúrgica poderá ser a mastectomia

  • Autor: Fernando Amato ,
  • publicado em:

Tratamentos Cirúrgicos no Combate ao Câncer de Mama: Mastectomia e Esvaziamento Axilar de Linfonodos

O câncer de mama é uma doença complexa, cujo tratamento envolve uma abordagem multidisciplinar. No universo cirúrgico do tratamento desse tipo de câncer, existem procedimentos fundamentais como a mastectomia e o esvaziamento axilar. Vamos compreender melhor cada um desses tratamentos e sua relevância.

Mastectomia: É a cirurgia que consiste na remoção total da mama. Ela pode ser indicada em casos onde o tumor é muito extenso ou está localizado em mais de uma área da mama. Em determinadas situações, pode-se optar pela mastectomia profilática, que é a retirada preventiva da mama, principalmente em pacientes com alto risco genético de desenvolver o câncer.

Cirurgia Conservadora: Conhecida também como quadrantectomia ou lumpectomia, é a retirada parcial da mama, ou seja, remove-se somente a área afetada pelo tumor e uma margem de tecido saudável ao redor. O objetivo é conservar o máximo possível da estrutura mamária, sem comprometer a eficácia do tratamento.

Esvaziamento Axilar de Linfonodos: Além dos procedimentos diretamente na mama, em determinadas circunstâncias, a doença pode atingir os linfonodos da axila. Os linfonodos são pequenas estruturas que fazem parte do sistema linfático, um sistema de defesa do corpo contra infecções e doenças. Quando o câncer de mama avança, existe a possibilidade de as células cancerígenas se espalharem para esses linfonodos, necessitando, assim, de sua remoção. Esse processo é conhecido como esvaziamento axilar.

Ao se submeter a este procedimento, a paciente pode enfrentar certas limitações, já que o sistema linfático da região operada não opera mais com a mesma eficiência. Recomenda-se evitar procedimentos como injeções, retirada de sangue ou medição de pressão arterial no braço operado.

LEIA  Lábio leporino: equipe multidisciplinar leva bem-estar e qualidade de vida à criança

A abordagem e técnica cirúrgica utilizada no esvaziamento axilar dependem de vários fatores, como o tamanho e localização do tumor, bem como o estágio da doença. É fundamental a realização de exames precisos e a avaliação médica criteriosa para determinar o melhor plano terapêutico.

Conclusão: O combate ao câncer de mama requer decisões informadas e acompanhamento especializado. Cada paciente é única e, portanto, o plano de tratamento deve ser individualizado. É imprescindível manter um diálogo aberto com sua equipe médica para entender todas as opções disponíveis e fazer escolhas que se alinham ao seu bem-estar e saúde.

Dr. Fernando Amato

Dr. Fernando Amato

Cirurgião Plástico CRM/SP 133826