Pular para o conteúdo

Este mês vou abordar temas relacionados ao “Junho Roxo” – período dedicado à conscientização do lipedema, doença crônica…

  • Autor: Fernando Amato ,
  • publicado em:
Este mês vou abordar temas relacionados ao “Junho Roxo” – período dedicado à conscientização do lipedema, doença crônica do tecido adiposo que pode estar associada a comprometimento vascular, atinge cerca de 10% das mulheres 👩e possui características hereditárias em mais de 60% dos casos.

O lipedema se ccaracteriza pelo acúmulo de gordura nos braços, coxas e pernas e é comum surgir na adolescência, gravidez ou menopausa. Assim como em outras doenças crônicas, é recomendado o tratamento feito por equipe multidisciplinar, exigindo da paciente uma mudança de estilo de vida com alimentação saudável, atividade física e apoio emocional.

O tratamento cirúrgico deve ser a última opção, mas, muitas vezes, acaba sendo o primeiro recurso procurado. Somente após tentar o tratamento clínico por um tempo, e de preferência apresentando alguma melhora, mesmo que parcial, deve ser indicado a lipoaspiração para o tratamento do lipedema.

Mas doutor, como eu posso identificar a doença?

Além da gordura localizada, e um formato corporal característico, o paciente pode apresentar sensibilidade e dor ao toque e até equimose (roxinhos), entre outros sinais e sintomas.

No próximo post eu vou falar sobre cada um dos sintomas para que você identifique os principais sinais do lipedema. Lembrando que é fundamental marcar uma consulta com o especialista para o correto diagnóstico e início do tratamento. 😉

#cirurgiaplastica #cirurgiãoplastico #saude #lipedema #xôlipedema #lipoaspiração #autoestima #bemestar”
nv-author-image

Dr. Fernando Amato

Cirurgião Plástico CRM/SP 133826